O que significa ODS e como funciona

Compartilhe:

Você provavelmente já ouviu falar sobre as ODS, mas o que elas realmente significam e como funcionam?

As ODS, ou Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, são um conjunto de 17 metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para serem alcançadas até 2030. Essas metas abrangem diversas áreas, como erradicação da pobreza, igualdade de gênero, educação de qualidade, entre outras.

Neste post, vamos explorar o que significa ODS e como elas funcionam para promover um mundo mais sustentável e justo.

O que significa a sigla ODS?

A sigla ODS significa Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Esses objetivos foram estabelecidos em 2015 pela ONU, com o intuito de promover um desenvolvimento mais sustentável e equilibrado em todo o mundo. As ODS substituíram os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que foram estabelecidos em 2000 e tinham como prazo de cumprimento o ano de 2015. As ODS, por sua vez, têm como prazo o ano de 2030.

“Os países se reuniram com a sociedade civil e as empresas para tentar entender quais são os grandes desafios da sociedade. A gente sabe que tem muita gente passando fome, sem acesso à educação, sem acesso à saúde. Então o que foi feito, na verdade, foi uma grande reunião de dados e pessoas para entender como e onde a gente precisava avançar.”

CEO do Pacto Global da ONU no Brasil, Carlo Pereira

O que são as ODS?

Na prática, são um conjunto de 17 metas que abrangem diversas áreas, como erradicação da pobreza, igualdade de gênero, educação de qualidade, entre outras. Essas metas foram estabelecidas com o objetivo de promover um mundo mais justo, sustentável e equilibrado para todos. Podem ser agrupados em cinco grandes áreas, muitas vezes referidas como os “5 Ps”.

  1. Pessoas (ODS 1, 2, 3, 4, 5 e 10)
  2. Planeta (ODS 6, 7, 12, 13, 14 e 15)
  3. Prosperidade (ODS 8, 9 e 11)
  4. Paz (ODS 16)
  5. Parceria (ODS 17)
Os 5 ps das ODS

As 17 metas das ODS, em explicação detalhada de cada área, são:

  • ODS 1 – Erradicação da pobreza

Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

  • ODS 2 – Fome zero e agricultura sustentável

Acabar com a fome e a inanição, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável.

  • ODS 3 – Saúde e bem-estar

Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

  • ODS 4 – Educação de qualidade

Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

  • ODS 5 – Igualdade de gênero

Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

  • ODS 6 – Água potável e saneamento

Assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento para todos.

  • ODS 7 – Energia limpa e acessível

Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

  • ODS 8 – Trabalho decente e crescimento econômico

Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos.

  • ODS 9 – Indústria, inovação e infraestrutura

Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

  • ODS 10 – Redução das desigualdades

Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

  • ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

  • ODS 12 – Consumo e produção responsáveis

Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

  • ODS 13 – Ação contra a mudança global do clima

Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos.

  • ODS 14 – Vida na água

Conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

  • ODS 15 – Vida terrestre

Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda.

  • ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

  • ODS 17 – Parcerias e meios de implementação

Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

As 17 ODS
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Receba mais conteúdos como esse em seu e-mail.

Como funcionam as ODS?

As ODS funcionam como um guia para que governos, empresas e sociedade civil trabalhem juntos em prol de um mundo mais sustentável e justo. Cada país é responsável por definir suas próprias estratégias e ações para alcançar as metas estabelecidas pelas ODS.

Além disso, as ODS também funcionam como um mecanismo de monitoramento e prestação de contas. A ONU acompanha o progresso de cada país em relação às metas estabelecidas e divulga relatórios anuais sobre o avanço das ODS em todo o mundo.

O papel das empresas nas ODS

As empresas também têm um papel importante no cumprimento das ODS. Elas podem contribuir de diversas formas, como:

  • Adotando práticas sustentáveis em suas operações, como redução do consumo de energia e água, gestão de resíduos e uso de fontes de energia renovável.
  • Investindo em tecnologias e inovações que promovam o desenvolvimento sustentável.
  • Promovendo a igualdade de gênero e a diversidade em seus ambientes de trabalho.
  • Apoiando projetos e iniciativas sociais que contribuam para o alcance das ODS.
  • Divulgando e conscientizando seus clientes e fornecedores sobre a importância das ODS.

ODS no Brasil

No Brasil, as ODS são coordenadas pela Secretaria de Governo da Presidência da República, em parceria com diversos órgãos e entidades governamentais. Além disso, a sociedade civil também tem um papel importante no cumprimento das ODS no país.

Algumas iniciativas brasileiras que contribuem para o alcance das ODS são:

  • Programa Bolsa Família: contribui para a erradicação da pobreza e a promoção da igualdade de gênero.
  • Programa Nacional de Alimentação Escolar: promove a alimentação saudável e a agricultura sustentável.
  • Programa Mais Médicos: melhora o acesso à saúde e o bem-estar da população.
  • Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec): promove a educação de qualidade e o crescimento econômico.
  • Programa Minha Casa, Minha Vida: contribui para a redução das desigualdades e o acesso à moradia digna.

Em um esforço para promover a implementação eficaz da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a Equipe de País da ONU no Brasil divulgou um documento crucial que oferece insights valiosos e estratégias para alinhar os programas de governo com os objetivos ambiciosos da Agenda 2030.

Como acompanhar o progresso das ODS?

A ONU disponibiliza um site oficial para acompanhar o progresso das ODS em todo o mundo. Nele, é possível encontrar informações sobre cada uma das metas, os países que estão mais avançados em relação a cada uma delas e os desafios enfrentados por cada país.

Além disso, também é possível acompanhar o progresso das ODS no Brasil oficial da Onu, ou através do site do governo federal, que disponibiliza relatórios e informações sobre as ações e iniciativas realizadas no país.

Abordando na Prática: Estratégias Globais para Alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Embora não legalmente vinculativos, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são um pacto assumido por 193 nações da ONU, conhecido como Agenda 2030. O caminho para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é desafiador, mas possível com esforços coordenados em níveis global, nacional e local. O compromisso de todas as partes interessadas, incluindo governos, setor privado, academia e sociedade civil, é essencial para construir um futuro mais sustentável e equitativo para todos.

Implementação Global dos ODS:

Cada país é responsável por implementar a Agenda 2030 e monitorar o progresso dos ODS dentro de seu território. Globalmente, os ODS são acompanhados por um conjunto de 244 indicadores desenvolvidos pelo Grupo Interagencial e de Peritos sobre os Indicadores de Desenvolvimento Sustentável (GIPI-ODS). O Relatório de Progresso dos ODS, preparado anualmente pelo Secretário-Geral da ONU, é parte integrante desse processo de acompanhamento.

Situação no Brasil:

No Brasil, o progresso em direção aos ODS é acompanhado pelo site “Indicadores Brasileiros para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, operado em conjunto pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Secretaria Especial de Articulação Social. Além disso, os “Cadernos ODS”, produzidos pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), oferecem informações detalhadas sobre a situação de cada ODS no país.

Década da Ação e o Alcance dos ODS:

A Década da Ação, lançada em setembro de 2019, visa acelerar o cumprimento dos ODS em todo o mundo. Mobilizar recursos financeiros, fortalecer instituições e aumentar as capacidades nacionais são prioridades para alcançar esses objetivos nos próximos anos.

O Papel do Terceiro Setor e o exemplo Olhe para a Fome

O cumprimento dos ODS não é apenas responsabilidade dos governos. O envolvimento do Terceiro Setor é essencial, pois essas organizações têm uma compreensão única das realidades locais e podem desempenhar um papel crucial na realização dos ODS. O “Olhe para a Fome” é um exemplo de projeto inspirador de colaboração e compromisso com a Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 2 (ODS 2) – Fome Zero. Ao fornecer uma plataforma, desenvolvida por nós da Webinhood, acessível para sensibilização, doações de alimentos e promoção da educação alimentar, a iniciativa demonstra como a sociedade civil e o setor privado podem se unir de forma eficaz para combater a fome e promover a segurança alimentar. Este projeto não apenas destaca a importância crucial da ODS 2, mas também mostra como ações tangíveis e engajamento comunitário podem fazer uma diferença real na vida daqueles que enfrentam insegurança alimentar.

Conclusão

As ODS são um importante instrumento para promover um mundo mais sustentável e justo. Com a colaboração de governos, empresas e sociedade civil, é possível alcançar as metas estabelecidas até 2030 e construir um futuro melhor para todos.

É importante que cada um faça a sua parte, seja adotando práticas sustentáveis em seu dia a dia, seja cobrando ações e iniciativas de governos e empresas. Juntos, podemos fazer a diferença e construir um mundo mais equilibrado e sustentável para as próximas gerações.

Autor do conteúdo:

Picture of Webinhood

Webinhood

Somos uma agência de criação de sites e SEO em São Paulo especializada em WordPress, Elementor, SEO full-service e Performance. Sem complicações.
Picture of Webinhood

Webinhood

Somos uma agência de criação de sites e SEO em São Paulo especializada em WordPress, Elementor, SEO full-service e Performance. Sem complicações.

Compartilhe:

Assine nossa newsletter para receber insights práticos e dicas imperdíveis para você destacar-se online: